Um espaço dedicado à disciplina de Oficina de Artes -12º ano da Escola Secundária de Caminha 2010/2011 e Escola Secundária de Ponte de Lima 2013/2014

Projecto Cidades

Projecto da Mariana, "Externato 23"

Projecto do Diogo
"A Cadeira"
descontextualização do Objecto e a transformação temporária do lugar público
Projecto da Sofia - Contra a violência doméstica
Happening no Terreiro 



Concretização de Projecto da aluna Ângela Silva
21 de Março de 2011
Dia Internacional para a eliminação da discriminação racial 
Clica para ver maior!

"Discriminação racial significa qualquer distinção, exclusão, restrição ou preferência baseada na raça, cor, ascendência, origem étnica ou nacional, com a finalidade ou o efeito de impedir ou dificultar o reconhecimento e/ou exercício, com base na igualdade dos direitos humanos e liberdades fundamentais nos campos político, económico, social, cultural ou qualquer outra área das vida pública"

Percurso em Caminha e colocação de informação sobre esta efeméride em locais estratégicos com gravação vídeo e captação de imagens . 










Ver até 2ª feira


"As maquetas de arquitectura são uma ponte que se estende entre as ideias e a realidade. Com elas se consegue visualizar, de forma tangível, o espaço arquitectónico e toda as possiveis combinações de volumes, cores e texturas, ou seja, as considerações básicas de todo um projecto"

Se tiverem oportunidade visitem também o link novo: domebook. É fantástico.
~

e a propósito de alguns projectos :

"O happening (do inglês, acontecimento) é uma forma de expressão das artes visuais que, de certa maneira, apresenta características das artes cénicas. Neste tipo de obra, quase sempre planeada, incorpora-se algum elemento de espontaniedade ou improvisação, que nunca se repete da mesma maneira a cada nova apresentação.
Apesar de ser definida por alguns historiadores como um sinónimo de performance, o happening é diferente porque, além do aspecto de imprevisibilidade, geralmente envolve a participação directa ou indirecta do público espectador. Para o compositor John Cage, os happenings eram "eventos teatrais espontâneos e sem enredo"."


 

24 de Janeiro de 2011
Hoje a aula foi dedicada à "Street Art", a arte quase  anónima,ou incógnita,  que se apresenta a um público transeunte sem bilhete, como alternativa assumida do não museu. Um processo marginal, sem curadorias, com concretizações arriscadas e de  carácter assumido de crítica social e política.

Temos que agradecer ao Diogo, que nos trouxe o filme de Banksy "Exit through the gift shop".

"SORRY ABOUT YOUR WALL"

Experiência "ABRIGO", 17 de Janeiro de 2011

- a interacção do público com o processo / obra
- a ocupação de um espaço 
- a possibilidade de despertar sensações e pensamentos críticos
- o embelezamento de espaços
- a produção como uma necessidade
- a adaptação ao meio
- o recurso a materiais usados
(observações escritas pelo aluno Diogo terleira)

  video

  






Daniel Schipper



 Ralf Schmerberg , em Hamburgo,  iglo feito com 322 frigoríficos.

Janeiro de 2011 - Apresentação de um artista por cada aluno(a):
Mariana - Rigo 23 - nascido em 1966 na ilha da Madeira. Vive em São Francisco. O seu trabalho tem como preocupação fundamental a defesa dos direitos civis. Intervém no espaço público urbano.
Ana e Helena - os gémeos - ( Octávio e Gustavo) são brasileiros, com formação em design de comunicação e trabalham juntos. Influência do hip-hop e da cultura urbana a ele associado. "Especialistas" na pintura de edifícios em grande escala.
Diogo - Gordon Matta-Clark-arquitecto e performer, nascido em Nova Iorque. O seu trabalho caracteriza-se pela fusão entre a escultura, as artes plásticas e a arquitectura. Matta-Clark apresenta o espaço urbano,o edifício e a sua estrutura numa nova abordagem contemporânea: a ruptura, a destruição, a metáfora.

Sofia - Christo Bruno - Francis Alys


Mónica - Rui Toscano e Jenny Holzer

Maria João Castro, "Homeless", fotografia P/B, Manchester 1992

Guardo esta fotografia num albúm de memórias das cidades e outros lugares visitados.
As pessoas que habitam a cidade interessam-me. Quem são essas pessoas ? Que espaço ocupam e porquê?










"CIDADES: PERCURSOS, INTERVENÇÕES, AFECTOS é o tema do projecto com escolas em 2010/2011. Durante este ano, propõe-se uma pesquisa sobre o espaço urbano, tendo em conta as inter-relações entre as dimensões física, social, económica e afectiva. O processo de trabalho em parceria com as escolas implicará uma vontade colectiva de equacionar e negociar propostas concretas de intervenção/transformação dos lugares que habitamos, de modo a passar da esfera meramente discursiva à acção, da teoria à prática. Conceitos tais como os de habitabilidade e sustentabilidade serão importantes no debate que pretendemos gerar, sempre numa perspectiva multidisciplinar, que cruza referências da arte e da arquitectura, da geografia, da sociologia e das ciências do ambiente, sem esquecer a aproximação criativa e atenta à obra de artistas cujas práticas revelam preocupações neste âmbito. "


Irão: habitações escavadas nas rochas











Um texto para reflexão

"(...) As calçadas tradicionais, os jardins, a relação entre urbe e paisagem, entre população e natura, são possíveis de estudar e, consequemente, motivadoras da nossa atenção sobre os aspectos que despertam o sentido criativo face às realidades urbanas e naturais da cidade e da paisagem, que sempre albergam como pano de fundo a nossa própria existência. (...)" - Celso Caires 

in http://dedsign.wordpress.com/


Mapa do Porto, 1813











Recuar ou avançar no tempo.
Compreender. Interpretar. Transformar.